14.6.06

Frutos de Escolhas no pé das Intenções

Um nó bem atado. Um nó que não lhe permite se mexer. Um nó na garganta que o impede de falar, gritar, colocar para fora o que se sente.
O tempo não cura tudo. Aliás, o tempo não cura nada. O tempo apenas tira o incurável do centro das atenções.
E assim seguimos a vida, inoperantes, quietos, sem ação e sem ter como mudar coisas que já passaram. Apenas lamentamos.
Estamos amarrados a um tempo que passou, a algo que fizemos, a escolhas passadas, e nada podemos fazer.
Somos mestres do conformismo, mestres em não chorar o leite que derramou, e mestres do sofrimento.
No íntimo, lá no fundo, o nó prende arrependimentos, medos, dúvidas, fantasmas.
Por mais que lutemos, não conseguimos nos soltar, por que o que foi feito tá feito, e o que passou, passou....o nó prende e deixa marcas. Não conseguimos gritar!
Tudo é mais forte que nós. E isso vai nos corroendo e nos consumindo.
Tentamos esquecer tudo, esquecer que estamos presos, esquecer o que fazemos, mas não adianta. Tá tudo muito preso e apertado na garganta.  O tempo passa, e não cura nada. Escolhemos fazer de tudo para nos livrar agora. Esquecemos do futuro e escolhemos sempre errado. Apertamos mais ainda o nó.
Sem ter como nos mover procuramos relaxar, esquecer o passado e acreditar que o tempo curará nossa revolta, nossos medos, nossas vontades mais íntimas de falar e gritar....
Mas isso não acontece. Sem tempo ou menos tempo o tempo mostra que ele não cura tudo e que ele passa. O nó está lá, na garganta, na vontade de chorar, na depressão e nas lembranças. Somos frutos de escolhas no pé de boas intenções.
Amarrados, sem ter como nos mover, sem ter como mudar um passado, tentando olhar o futuro mesmo sendo conformados com o nosso presente. Alguém aí conseguiu desartar seus nós? Qual a fórmula mágica do esquecimento?

3 comentários:

  1. CLAUDIA4:35 PM

    FIZ O COMENTARIO DESTE TEXTO NA CHARGE ABAIXO......ERREI.


    BEIJO CLAU

    ResponderExcluir
  2. Opa, como sempre, está muito bom Jr, esses nós não desatam mesmo...........mas eh isso ai.....
    akele abraço....


    mike

    ResponderExcluir
  3. Anônimo9:32 AM

    Meu amor,
    Não é possível desatar os nós de erros que cometemos no passado e, devido ao tempo ir passando, o nó foi endurecendo, endurecendo como que criando uma ferrugem por cima, eu penso que como não é possível desatar...cortar o nó talvez seja a melhor saída. A corda ( lembranças ) será cortada, mas não terá uma visão tão feia, e talvez seja possível olhar p corda e pensar " como era mesmo o nó que estava aqui?"
    Beijos na boca,
    She

    ResponderExcluir