2.3.05

Nada a Declarar

Olha, ando sem idéias para escrever. Então vamos falar sobre o nada.
Pense comigo. No começo você é um nada. Dizem que viemos do nada! Uma mentira.
Depois, nada de uma família normal. Aí, nada de brinquedo bom, nada de video-game, nada de bicicleta, nada de ferrorama, nada de desenho legal.
Ao crescer mais, nada de amigos legais, nada de ficar em casa, nada de bolachas, nada de chocolate, nada de pizzas e nada de Mac Donald’s.
Ficou mais velho? Nada de namorada bonita, nada de amizades leais, nada de ajuda da família, nada de conselhos que prestam, nada de ficar até tarde na rua, nada de jogar bola, nada de questionar, nada de encher o saco.
No colégio, nada que presta, nada de amigos que querem o seu bem, nada de namoradas certinhas, nada de namorada, nada de gente boa, nada de alguém decente, nada de carro, nada de professor bom, nada de bom diploma, nada de moral.
Na faculdade, nada de tempo livre, nada de comida, nada de dinheiro, nada de férias, nada de moleza, nada de dinheiro, nada de dinheiro, nada de sério, nada de moral, nada de sinceridade, nada de praia, nada de dinheiro, nada de sério, nada de ventilador, nada de ar-condicionado, nada de cadeira com almofada, nada para pagar também, pelo menos isso!
Aí você escolhe uma profissão para carregar pelo resto da sua vida: nada de tempo para os amigos, nada de tempo para a família, nada de família, nada de tempo, nada de folga, nada de hora extra, nada de férias, nada de dinheiro, nada de lazer, nada de dormir, nada de praia, nada de sono, nada de saúde, nada de dinheiro, nada de chefe legal, nada de sonho, nada de esperança.
Ficou mais velho: nada de sexo, nada de dinheiro, nada de saúde, nada de sossego, nada de família normal, nada de mulher bonita, nada de conforto, nada de alguém ajudando, nada de neto legal, nada de paciência, nada de beleza, nada de futebol.
Por isso, nada de alimentar esperança, nada de comer demais, nada de esquecer o que é importante, nada de esperar o melhor, por que no fim você morre como começou, sendo um nada!

3 comentários:

  1. Nothing5:48 PM

    nada a acrescentar.

    ResponderExcluir
  2. e ai Jr, pô, fico feliz por você ter gostado de meus comentários, e sincero vc sabe que sou mesmo, se tiver que falar bem eu falo e se tiver que falar mau eu falo mais ainda.........hehehehe....akele abraço cara

    ResponderExcluir
  3. Dayane11:56 PM

    Oie Ju...

    Gostei du post... acho q vc realmente tem razão... No fim vc acaba sendo um nada, no meio de um mundo que também é nada, e que tudo que tem a te oferecer, resume-se em... NADA!!! Porém... tenho que dizer que sou feliz, pq em uma das vezes em que o mundo tentou me oferecer nada, ele falhou... e nessa vez ele me ofereceu você!!! Valeu por fazer o nada ter um pedacinho de tudo!! BJU da sua miga... D@y

    ResponderExcluir